Malhando a mente

Você se preocupa em fazer exercícios como musculação, corrida ou alongamentos?
Como o seu corpo, a sua mente precisa se exercitar para se desenvolver.
A criatividade, principalmente, precisa de estímulos diariamente “to get to the next level”.

Muitas vezes você vai notar que ao tentar fazer algo “fora do padrão” a sua mente irá surgir com inúmeras desculpas para tentar fazer você desistir. Ela enviará mensagens para você de que isso não é seguro ou que não faz sentido.

Por exemplo: tente fazer algo totalmente simples mas inusitado, como subir uma rua pela calçada oposta à que você sobe normalmente.

Por mais simples que pareça, já posso adiantar alguns pensamentos que surgirão:
– deixa pra outro dia, hoje você está com pressa.
– pra que atravessar a rua se você já está do lado certo?
– vai por esse lado mesmo, é mais garantido.
– não inventa, não faz sentido ir pelo outro lado.
– não muda de lado não, vai que acontece alguma coisa…
– esse caminho é mais rápido, deixa isso pra outro dia.
e por aí vai…

A sensação é de que existe uma força te impedindo de ir na direção contrária e forçando o seu corpo a manter a direção habitual.
O fato é que a simples atitude de mudar de calçada te fará ver novos ângulos da rua, reparar em outros prédios, outros jardins, fornecendo uma nova perspectiva sobre algo estagnado e rotineiro.

Uma mente acomodada gosta do lugar comum, e trata tudo que é novo como ameaçador.
Ao fazer exercícios como esse aos poucos vamos desbloqueando pequenas limitações e, na hora de lidar com um problema real, conseguimos enxergar muito mais opções do que quem não tem uma mente exercitada.
Aposto que agora mesmo ela está te dizendo:
“Deixa isso pra lá! Quando estiver andando na rua vamos pelo lado de costume mesmo!”

Sobre quelbastos

Lifestyle - Make - Decor - Fashion and some reflexions...
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Malhando a mente

  1. Lilian Bastos disse:

    Oi, Raquel,
    adorei todo o blog, e vou acompanhar as dicas com frequência, afinal, você sabe como sou: só compro aquilo que me trazem em casa, tenho preguiça de lojas e shopping (raro para mulheres…) e, quando vou a alguma, não sei escolher as coisas e acabo voltando para casa sem nada (mente que não malha). Quando, inclusive, for utilizar algum de seus sites ou ir a alguma de suas lojas favoritas para adquirir ou ver algo, lembre-se de me levar junto.
    Beijo,
    Lílian

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s